31.10.13

Maria Keil

imagem retirada do almanaque































Hoje fui até Cascais ver a exposição no Palácio da Cidadela dedicada à Maria keil. Um rebuçado autêntico!!
Está até dia 17 de Novembro e é para não deixar passar....!!!!

28.10.13

certo por (muitas) linhas tortas
































Um trabalho já feito e não pago leva a pôr tudo em causa. Mudar de profissão, desistir, etc etc, mas quando esse mesmo trabalho se torna no ponto de partida para outro projecto acontecer, então um pequenino fôlego reaparece e me dá alento para acreditar que não há um único traço, um único desenho, um único minuto dedicado ao trabalho que não sejam a escolha certa.

22.10.13

clementina





Nunca tinha chegado a mostrar aqui esta simples ilustração que fiz a pedido de uma prima para o seu blog chamado clementina. Hoje apeteceu-me partilha-la.

quando alguém desparece...





























 Uma pessoa muito querida desaparece e eu encontro reconforto em histórias infantis como esta. Histórias que arrepiam e que nos devolvem sorrisos.

19.10.13

enquanto criança, enquanto adulta, enquanto ilustradora

Painel urbano de recreio infantil em Vila do Conde





































O curso do livro infantil que fiz pela Bookoffice dirigido pela Carla Maia de Almeida chegou ao fim.
Aprendi bastante e principalmente abriu-me caminho para estudar e saber mais sobre assuntos específicos nesta área.

Para além de muita bibliografia e referências a autores, também foi um curso muito humano e de muita partilha.
Para além de me ajudar a perecber o ponto em que estou relativamente ao conhecimento sobre o livro infantil, onde tenho e quero procurar mais informação, serviu também para me situar de alguma forma noutros sentidos, como ilustradora e como leitora adulta.

Indiscutivelmente o livro infantil está relacionado com a vida, com as primeiras descobertas, com a construção de valores, com a desobstrução de outros, com a confrontação cdo medo, com a procura de referências, com a idealização e muito mais... Neste sentido este curso que foi sobre tudo isto, foi também uma procura destas questões enquanto criança que já fui, enquanto adulta que continuo a formar, e enquanto artista para este público, que na minha opinião é o que exige mais honestidade e cuidado.

Para o ano haverá nova edição do curso. Aconselho vivamente.


14.10.13

porque escrever também é um acto de coragem?

Raramente escrevo na internet. Seja no blogue, seja no facebook ou noutros blogues. Limito-me normalmente a fazer uma breve apresentação dos trabalhos / ilustrações que publico e guardo as minhas opiniões sobre qualquer assunto para a minha intimidade. Não me considero boa escritora nem dona de opiniões definitivas. Se eventualmente deixo um comentário é porque penso ser  pertinente fazê-lo o que não significa que o seja realmente (como este).
Em tempos onde o narcisismo e as verdades absolutas ocupam  demasiado espaço prefiro tentar fugir ao contágio e ser mais cautelosa com as coisas que escrevo.
No entanto, e a verdade é que para questionar tudo isto, penso que a escrita também é um acto de valentia. Escrever é tomar uma posição, e isso é um acto de coragem. Embora haja uma recorrente procura na internet da extensão da sala de estar,café de bairro ou qualquer outro lugar de conversas informais e intimas não deixa de haver uma exposição e portanto a tomada de um risco.
Ao escrever, seja o que for, está em jogo a honestidade ou a falta dela que também é necessária para aceitar as consequências deste acto.
Hoje a aula do curso que estou a fazer sobre o livro infantil é sobre escrita. Calculo que falaremos de técnicas de escrita e outras mais valias, mas penso que não poderá deixar de ser abordada a questão: porquê escrever? estou curiosa.







13.10.13

mais uma na loja!











































Como já tinha dito aqui antes, há de forma muito clara ilustrações preferidas pelo púbilco que são uma total surpresa para mim. Esta é um caso desses e está a partir de agora à venda na loja.

2.10.13

outono13












































Já é um clássico fazer uma ilustração quando o Outono chega. Este ano chegou quase sem aviso e zangado! As aves mal tiveram tempo de preparar a sua viagem de volta a terras quentes...