6.12.08

collage/collection


Depois de recortes e colagens a minha mesa fica repleta de papelinhos por todo o lado. Tenho a mania de os agrupar seja por paleta de cores, seja pela forma, ou por outra semelhança que encontre entre uns e outros.

25.11.08

Retiro por Madrid


Um fim de semana com sol de outono, com mimos, com tapas e cañas, com antiguidades, com arte, e com um aniversário à mistura.

24.10.08

tiempo de te


Já apetece um cházinho com scones...ou por aqui se calhar um xocolata amb melindros...
Bon Tardor a tots!

7.10.08

ciclos



As estações servem para nos orientarmos no tempo. Quando chegam servem para lembrar que também nós temos mudanças e também nós funcionamos por ciclos.


Por cá o Outono chegou, e portanto começa um novo ano. Para mim é o principio, é altura de traçar objectivos e fazer mudanças, é altura de arriscar e contrariar a preguiça, é altura de gerir a energia ganha no verão para ter reservas suficientes no inverno.

2.9.08

com grácia




Já lá vão duas semanas, mas não podia deixar de pôr aqui uma referência às festas de grácia, ou não fosse precisamente por ter sido na grácia que este blog nasceu.
Cada bairro de barcelona tem a sua festa maior (como eles chamam). Em agosto são as de grácia, as mais conhecidas e badaladas festas de barcelona. As ruas são espéctacularmente decoradas pelos moradores, cada zona com o seu tema, com o seu palco e concertos diversos. Durante o dia organizam-se actividades, concursos e folclore (até teve uma participação portuguesa).
Este ano...graças à casa portuguesa que montou o o seu estaminé especial para a festa, até bebi uma superbock fresquinha e uma bela ginginha para enganar a saudade.
Para o ano há mais...

28.8.08

preguiça

" (...) A pregiça é a máxima das liberdades. Ser livre não é apenas poder decidir entre A, B, ou C, como por vezes se pensa; é ainda poder não decidir.
Decidir é recusar umas hipóteses e escolher outras; é perder sempre. Por cada opção agarrada, milhares de outras se perdem. Daí a que a pregiça signifique, de certa maneira, o regresso a um estado infantil em que tudo era sempre possível porque ainda nada se havia recusado. (...)
Que fizeste tu nestes dias de Agosto? "Fiz a minha tranquilidade", eis uma resposta possível. E que trabalho dá fazer tal coisa tão pouco visível
Em suma, há a preguiça e há ainda muitos trabalhos. E se nos for dado a escolher um, porque não aquele de que de que falava a cantora Laurie Anderson: "os teus olhos. É um dia inteiro de trabalho olhar para eles"."

gonçalo m. tavares, in Ginko Set 08.

via La double vie de veronique


19.8.08

expo zaragoza 2008





Dez anos depois volto a uma expo. Fui atacada pela nostalgia. Uma expo é sempre enriquecedora mas foi dificil deixar as comparações de lado....ai a nossa era maior...ai a nossa era mais bonita...a nossa tinha mais pinta....enfim...a única verdade é que a «nossa» era tudo isso porque era nossa. Lembrei-me então do que vivi essa expo98. Lembrei-me do inúmeros concertos a que fui, as vezes sem conta que vi a pergrinação, os pavilhões, os vulcões, os amores e desamores, as noitadas...enfim...e ao olhar em redor vi também meninas adolescentes zaragozenas a repetirem a história....
Mas enfim... de forma diferente, (e ainda bem), disfrutei muito este dia. muita caminhada, visistas, concertos surpresa, e salero!!!

31.7.08

eu


Uns dias só para mim.
Ver filmes para chorar (mas que acabem bem). Desenhar no silêncio. jantar no sofá. dormir com o cão aos pés da cama. Pôr a minha musica do momento no repeat quantas vezes me apetecer. ...and so on....

27.6.08

Tesouros

Uma colecção de livros para aprender a desenhar. Livros comprados em Espanha em 1965, e oferecidos ao em Porugal quando tinha 14 anos. Agora, me oferecidos por ele, estão de volta a Espanha.

23.6.08

uma questão de posições



Aqui a forma de estar na praia ao fim do dia muda por uma simples razão. O sol não se põe no mar mas sim nas nossas costas o que significa que ao contrário do que estou acostumada em Portugal, de ficar na praia até bem tarde e tomar um banho mesmo ao fim do dia, aqui a partir das sete é uma constante procura de um lugar ao sol. ora me movo 10 cm, ora a sombra avança 10cm, movo-me mais um bocadinho....e taram, a sombra outra vez. para piorar quase quase quase todas as praias têm hotéis atrás e portanto a sombra avança ainda mais rápido do que se fosse uma praia a céu aberto como estou acostumada!!!
A solução é mesmo mudar de ritmo! começar a ir para a praia bem cedinho e aproveitar o nascer do sol na praia que também é uma beleza!

( afinal o calor já chegou)



18.6.08

aquecimento global



Fala-se no aquecimento global, mas por aqui o aquecimento ainda não chegou, o que não deixa de ser estranho. Estamos a meio de Junho, e não há maneira de fazer calor, no entanto tivemos um inverno bastante soft, cheio de sol e com muito pouca chuva. Mas afinal ainda podemos chamar o verão de verão, e o inverno de inverno? Parece-me que as estações do ano precisam de ser revistas...

10.6.08

Visitas



Quando se vive noutro país dá-se uma importância especial às visitas.
A semana passada esteve cá a Anna. Esteve um óptimo tempo, o que deu para passear muito, beber muitos cafézinhos nas esplanadas, e fazer uns petisquinhos.
As visitas fazem-me sentir durante um bocadinho outra vez turista nesta cidade que já é tão minha. Descubro novos sítios,novos cheiros. Olho com brilho para edifícios onde passo todos os dias e por vezes já nem os noto, passeio por lugares onde nunca estou, lembro-me que vivo numa cidade cheia de charme e que no quotidiano por vezes me parece cinzenta.
Obrigada às visitas por me lembrarem que adoro viver aqui.

22.5.08

Publidevoradores

Não podia deixar de fazer publicidade a estes publidevoradores.

A minha irmã Mariana e dois amigos , ganharam o 1º prémio da categoria de criatividade com este video no concurso de novos talentos do PUBLIdevoradores 2008.

Parabéns!

12.5.08

objectos da minha vida

Existem objectos que são muito mais que meros portadores de uma qualquer funcionalidade. Existem objectos que marcam as nossas vidas. Objectos que adoramos, odiamos, que contam estórias, que lembram pessoas, momentos, enfim, que fazem parte das nossas vidas de uma maneira especial.

Hoje em arrumações, deparei-me com este despertador que havia trazido de Lisboa à já alguns meses mas que ficou esquecido algures dentro de um saco. E este é sem dúvida um objecto especial. O despertador da minha avó. O despertador da minha vida. Um despertador que embora pareça um re-made de um antigo despertador, destes que vendem agora nas lojas de design, é realmente um despertador com trinta anos e que funciona como novo. Um despertador que tem muitas estórias para contar, que me despertou muitas vezes, que faz parte das minhas memórias de meninez.
Hoje trouxe um bocadinho da minha avó para ao pé de mim. Amanhã vou acordar e sentir-me menina quando virar a cabeça e o encontrar.


14.1.08

Um dia


Gosto do Natal. Gosto das árvores, dos presentes, da comida, do papel de embrulho, das luzes, dos presépios (muitos), dos postais e de estar com pessoas queridas numa noite que não é igual a nenhuma outra todo o ano. Mas não consigo ser feliz no natal. Tento, mas não consigo.
Quantas vezes eu contei com orgulho a minha noite de consoada aos meus amigos.Acreditava que era o melhor natal do mundo. E era. Sempre fomos muitos. Riamos muito, cantávamos muito, bebíamos muito e éramos muito felizes nessa noite. Pelo menos nessa noite. Agora não. Desde que partiste nunca mais foi o mesmo. Voltará a ser. Um dia. Um dia quando a dor que sinto no peito seja substituída apenas por saudade daquela que não dói. Um dia quando encontrar de novo o meu lugar. Um dia quando possa voltar a cantar aquela canção e ensina-la aos meus filhos. Um dia . Um dia o natal vai ser feliz outra vez

3.1.08

Natal, ano novo e muitos posts em atraso...



























































Doze horas de viagem. A chegada a Lisboa pela ponte 25 de Abril. Muitas bolachas. Natal com uns e com outros. Um cão. De volta a Bcn. Fim de ano. Começo do ano. Muita chuva.


Bom ano!
(não consigo enquadrar o texto debaixo da imagens..alguém me ajuda?)